Deixando o passado – Ev. Lucas 15:11-32

Porque devemos deixar o passado?

No passado existem muitas coisas, coisas boas, sem nenhum efeito e as coisas ruins.

Alguns de nós precisamos voltar ao passado para lembrar algumas coisas e ficar feliz, como por exemplo, no meu caso que gosto de futebol. Eu sou São Paulino e preciso voltar um pouco no passado e lembrar que meu time já teve ótimos momentos, já foi campeão da libertadores e do mundo 3x e tiveram outros títulos também.

Temos no mesmo passado muitas lembranças e momentos bons, que ao nos lembrarmos, nos faz sorrir. É como o profeta Jeremias quando escreve em Lamentações 3:21 “quero trazer à memória o que me pode trazer a esperança”. Porém existe uma grande diferença entre se lembrar do passado e deixar o passado.

Quando nos lembramos do passado, corremos o risco de ficar preso a ele e não viver o presente e nem desejar o futuro, ou sonhar no futuro. Ficamos presos e passamos a viver o hoje achando que tudo será como no passado ou esperando o que aconteceu no passado voltar a ocorrer e assim perdemos a grande dádiva de Deus que é viver o presente, planejar o sonho com o futuro.

Nessa história do Filho Pródigo podemos ver exatamente isso, apesar de não ser uma história real, porém nela o Senhor Jesus nos conta uma história repleta de princípios de vida e para viver uma vida melhor. Fala dos perigos de viver no passado.

1- viver no passado nos tornássemos egoístas e amargas (v. 28-30)

Quando vivemos o passado nos tornamos egoístas e isso nos cega para as coisas boas, agradáveis e oportunidades da vida. Veja que no verso 31 o pai do filho que estava em casa e se agarrava no passado para viver diz: “tu sempre estas comigo: tudo o que é meu é teu”.

Esse moço por causa da sua amargura devido ao fato de viver com a história do seu irmão não o deixou viver o presente, com o que ele tinha de melhor e simplesmente se tornou em alguém amargo.

Será que algo no nosso passado permitimos que nos prenda a ponto de não conseguimos viver o presente e ter momentos bons e agradáveis ou até mesmo oportunidades que temos disponível?

Conheço pessoas que por viverem no passado não saem de casa para ir ao parque, à praia, ao shopping, ou seja, lá onde for. Ficam enclausurados como zumbis (vivos, porém mortos), pois vivem algo que já passou e não voltará. Caminham, andam, respiram, porém perdem o gosto e o doce sabor de viver.

2- pessoas que vivem no passado perdem a esperança de que podem ser restaurados ou a esperança de voltar a ser melhor do que antes.

Vejamos o verso 17 ao 19. Nestes textos algo que chama nossa atenção acontece quando Lemos “então, caindo em si” parece que aqui a história muda, e realmente aqui demonstra uma mudança de atitude, porém notem que por ele viver ainda preso ao passado, pelo que ele fez, ele perde a esperança da reconciliação como Filho do seu pai, e prende sua esperança na aceitação e não na reconciliação.

Quantas vezes por causa de coisas que fizemos no passado achamos que nunca será como antes? Relacionamentos, quantos de nós não perdemos um relacionamento ou saímos feridos de relacionamentos e depois descobrimos que era possível amar novamente. Vejo muitas pessoas que se machucaram em seus relacionamentos e por isso acham ou tem medo de se envolver novamente, pois acham que podem sofrer de novo ou que nunca serão felizes. Isso não só em relacionamento, mas em tudo, na igreja, no trabalho, na família. Viver no passado nos faz perder a esperança do que o melhor ainda está por vir.

3- viver no passado mantém as feridas profundas abertas no coração. Veja o verso 30, há uma palavra muito forte nesse texto “esse teu filho”. Veja que ele não diz ” meu irmão” mesmo assim o sendo.

Quantas vezes perdemos os laços da família por causa do passado, por nos prendermos ao passado? Brigas dentro de casa que aconteceram a muitos anos atras e ainda guardamos a amargura no coração. Feridas que sao geradas por não perdoarmos.

Porém Deus é tão grande e maravilhoso que é capaz de  nos tomar em seus braços , sussurar em nosso ouvido e nos chamar de filho e dizer : ” eu faço novas todas as coisas ” Ap. 21:5

Deus nos convida a deixar o passado e para isso ele nos chama para curar as nossas ferias.

  • O filho que ficou em casa e disse ” teu filho”, porém Deus quer curar as feridas e te deixar viver o melhor e Ele diz ” teu irmão” (v.32b) e te convida a se alegrar junto.
  • Deus no seu amor quer restaurar a cada um de nós e colocar nova esperança no nosso coração. O filho que voltou achou que nada poderia voltar a ser como antes, muito menos ser melhor que antes, porém Deus nos restaura completamente, veja no verso 22: ” pondo-lhe um anel no dedo e sandália nos pés”.Deus é capaz de não só curar as feridas, mas de fazer nossas feridas e suas experiências em um novo começo.
  • Deus quer tirar o nosso egoísmo e colocar o mel dele sobre a nossa amargura e dizer que chegou a hora de você deixar o passado e viver o presente, onde você terá tudo que Ele reservou à você. “meu filho, tu sempre estas comigo, tudo que eu tenho é teu”.

Não importa o que aconteceu, não importa a quanto tempo você esta preso ao passado, não importa se você esta com medo de continuar, de arriscar de novo, de buscar novos desafios ou viver o presente da forma que ele aparece. O que importa é que Hoje é o dia que você pode deixar o passado e deixar Deus escrever uma nova história na sua vida.

Mesmo se você se sente um lixo, com estava o filho pródigo, que em certo momento estava no meio dos porcos, ou sem força para se levantar, Deus te convida a escolher Ele e permanecer nEle.

Em Apocalipse 3:8 Deus diz: “conheço as tuas obras e eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta a qual ninguém pode fechar – que tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome”

Deus quer que você deixe o passado e viva o presente que ele tem pra você, porém Ele quer que você viva nEle.

A decisão é sua, e a chance é agora, o presente de Deus hoje para você.

Deus abençoe sua vida, em nome de Jesus.

Ab.

Felipe Hodar

Anúncios