Ha algum tempo atrás, estava indo para o aeroporto para uma viagem à trabalho. Estava indo para o Canadá e EUA, ficar 15 dias fora do meu país.

Meu sogro, com meu carro me levou até o aeroporto de Guarulhos, e durante o longo percurso pela rodovia Dom Pedro I e depois pela Rod. Fernão Dias. De repente, ouço uma música que me chamou a atenção, uma música antiga, de um grupo muito famoso, da minha adolescencia, um grupo que marcou sua época, não somente pela qualidade da música, mas pela qualidade do som, da letra, e das verdades que eram ditas. Verdades essas que nos faziam pensar e até mesmo devagar. Um grupo que acredito que todos em algum momento de sua história já cantou sua música. Legião Urbana.

Lembro das musicas de seu vocalista, Renato Russo. Um homem muito culto e de palavras sábias. Com seus amigos, montaram o grupo que levantava uma bandeira, a bandeira da cultura. Suas musicas conteporâneas apontando para o presente, passado e …futuro…

Aqui que me peguei a pensar. A musica que estava ouvindo era o grande sucesso, Que País é esse foi lancado quase que no final da decada de 80, mais precisamente no terceiro album do Legião Urbana, em 1987. Uma musica que mostrava como andava nossa linda capital, nosso lindo país. Era como um grito através de acordes para um despertar. Um despertar de necessidades a serem supridas, um despertar de vidas para serem resgatadas, um despertar de honestidade a ser declarada… uma musica com seus 24 anos de idade…foi então que viajei no passado e me lembrei de como eram as coisas que esse grupo, de excelente qualidade cantava e levava uma geração, ou algumas gerações a se levantar em uma só voz e dizer: que país é esse…

Abaixo um pouquinho da letra para relembrarmos:

Nas favelas, no senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a
constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação

Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

No Amazonas, no Araguaia iá, iá,
Na Baixada Fluminense
Mato Grosso, nas
Gerais e no
Nordeste tudo em paz

Na morte eu descanso, mas o
Sangue anda solto
Manchando os papéis,
documentos fiéis
Ao descanso do patrão

Então fui para o passado e comecei a analisar…. onde está a geração que cantava essas e outras musicas (como as do majestoso Cazuza) onde está essa geração que deveria estar fazendo a diferença?

Comecei então a analisar, essa musica não deveria me levar para o passado, ela estava me mostrando o quão presente ela é, não somente ela, mas muitas outras.

Pensei então, o que temos feito como uma geração que foi movida de paixão para cantar musicas que refletiam nossa preocupação com a patria, com o proximo, com os pobres, com os menos favorecidos?

Hoje vemos televisão e não somos mais sensibilizados, a não ser se for algo que incontáveis pessoas sejam atingidas.

E os mendigos que estão por todas as partes? E os idosos que estão enjaulados em muitos lugares que se denonimam lar mas são covil que maltratam aqueles que construiram um país? Que país é esse? É um país feito de pessoas que a cada 4 anos por causa de Copa do mundo deixa as diferenças de lado, mas depois se esquecem de tudo e disparam uma arma de fogo no primeiro semáforo contra um motorista que cometeu um erro no transito, e a intolerancia retorna, e o odio se manifesta.

Até quando vamos viver de momentos ao invés de tornar os momentos da vida algo prazeroso. Acabar com a discriminação, com a falta de perdão?

Quer musica mais atual que essa? é Contemporânea. Obrigado Legião Urbana e nos desculpem por não termos feito nada, desde o dia que ouvimos essas e outras canções.

Sabe, se você chegou até aqui, quero te convidar a ser diferente, pensar diferente: se importe para ter um mundo melhor, não somente para nossos filhos e filhas, mas para hoje. Podemos mudar o nosso país, podemos transformar o nosso país e deixa-lo rico, mas não em riquezas materiais, mas de verdadeiros valores, honra, companherismo, amor, solidariedade e muitas outras coisas.

Eu aprendo com meus pais a amar esse país, mesmo meus pais não sendo deste Brasil, mas sempre fui encorajado a colocar o meu pé no chao e sentir o grão e saber, faço parte dessa terra e quero o melhor para ela.

Deus abençoe e faça a sua parte, faça a diferença.

Um abraço.

Felipe Hodar

 

 

Anúncios